Pre Loader | Tênis Certo

Dedique-se e fique mais próximo do seu sonho – Mariane Groh

4 de junho de 2020

Dedique-se e fique mais próximo do seu sonho – Mariane Groh

“Lembre-se de que cada dia que você deixa de treinar ou de se dedicar ao treinamento significa um dia mais distante da realização dos seus sonhos.” Bernardinho

Sempre fui uma pessoa ativa, quando era criança adorava as aulas de educação física, mas depois que saí do ensino médio em 2008 me acomodei, não estuda, não fazia academia, apenas trabalhava. Lá pelo ano de 2012 já estava pesando por volta de 93 quilos e resolvi começar a treinar Muay Thai, entre os treinos de Muay Thai é que a corrida entrou na minha vida. Desejando adquirir mais resistência, comecei a fazer caminhada nos dias em que não tinha treino e com o tempo comecei a tentar correr. No início não conseguia correr nem 100 metros, não tinha fôlego para isso, mas não desisti, ia intercalando corrida com caminhada o peso foi diminuindo e a resistência aumentando. Exatamente um ano depois de ter começado o Muay Thai, machuquei meu joelho (desenvolvi tendinite nos dois joelhos) e precisei ficar 1 mês de repouso, não foi fácil pois já estava correndo regularmente e com certeza isso prejudicaria, mas tudo bem, tratamento e repouso feito era hora de voltar, não mais para o Muay Thai, comecei a fazer treinamento funcional, 2 vezes por semana e nos outros dias apenas corrida. Durante os treinos, nunca marquei tempo e distância, simplesmente saía pra correr e pronto, e então começou a me chamar atenção as provas de corrida de rua que existiam na cidade até que em 2017 resolvi me inscrever pra Corrida Rústica da Polícia Militar de Brusque na distância de 5km porque como nunca marquei meus treinos, não fazia ideia da distância que ia conseguir correr, o objetivo era completar a prova dentro do tempo limite pra, no mínimo ganhar uma medalha.

O dia era 21 de maio de 2017, chuva e lá fui eu para minha primeira prova de corrida de rua, a Corrida Rústica da Polícia Militar de Brusque (SC). Me posicionei para largar bem na frente, não fazia a menor ideia de como funcionava e então uma pessoa me perguntou em quanto tempo eu fazia 5km, falei que não tinha a menor noção, até porque não sabia se já tinha corrido essa distância. Tudo certo, hora de largar, saí no meu ritmo, gosto de correr a prova sozinha, como faço até hoje e pra minha surpresa, quando faltava apenas 1km pra acabar a prova ouvi o staff dizendo que eu era a primeira mulher dos 5km, isso só me impulsionou até o final. Resumindo, na minha primeira prova, fiquei em 1º lugar geral. Daí em diante obviamente não parei mais, no ano de 2017 participei de várias provas de 5km e ganhei um total de 8 troféus, porém senti que não estava mais tendo o mesmo desempenho do início e então resolvi procurar ajuda profissional e ter um acompanhamento nutricional, nessa época já estava pesando 55 quilos, porém estava fraca, fiz vários exames, ajustamos a dieta e isso com certeza fez e faz total diferença até hoje.

Ajustando isso tudo, comecei a fazer musculação, a saúde melhorou e voltando as corridas em 2018 novamente a primeira do ano foi a Corrida da Polícia Militar de Brusque (SC) onde conquistei de novo em 1º lugar geral nos 5km.

No início de 2019 tinha dois objetivos principais, correr minha primeira meia maratona (21km) e fazer a São Silvestre, objetivos difíceis pra quem tinha feito poucas provas de 10km, mas como gosto de desafios, vi que precisava me arriscar. Procurei pela primeira vez uma assessoria de corrida e foi uma das melhores decisões que tomei nesse ano. Minha rotina era baseada em trabalho das 06:00 às 16:00, treino às 16:15 e faculdade a noite. Comecei o ano de provas com uma corrida de 5km na areia da praia debaixo de muita chuva, difícil pois nunca tinha corrido na areia, mas fiz em um tempo bom. Em março, uma prova de 10km na cidade de Florianópolis em que pra minha surpresa fiquei em terceiro lugar na minha categoria e em conversa com meu treinador, uma das decisões mais arriscadas que fiz, a de correr além da primeira meia maratona em junho, fazer uma maratona (42km) em agosto. Decisão tomada, precisaria com certeza me dedicar muito mais aos treinos, que ficariam cada vez mais difíceis e foi exatamente nesse momento em que também troquei de emprego. Uma decisão arriscada, trocar um emprego de 11 anos por um estágio que não fazia ideia se daria certo, mas precisava tentar e deu muito certo. A próxima era novamente a Corrida da Polícia Militar de Brusque nos 5km, dessa vez com 2º lugar geral e muito feliz. Em junho vinha o primeiro objetivo do ano, a primeira meia maratona.

Minha única meta nessa prova era fazer abaixo de duas horas, e foi muito melhor do que eu imaginava, fiz a prova em 01:48:00 e terceiro lugar na categoria, nesse momento a rotina estava muito difícil, treinos às 05:00 da manhã, trabalho o dia todo e faculdade a noite, mas tudo bem, eu que escolhi isso e estava fazendo o que me completa então, sem reclamar, só agradecer pelas oportunidades. Em julho, mais uma meia maratona completada com sucesso e o próximo desafio era o mais difícil, enfrentar a tão temida maratona. Devido aos treinos intensos pra essa prova, três semanas antes machuquei meus dois joelhos (tive o diagnóstico de condropatia patelar nos dois) então essas últimas semanas foram de muita dor, repouso e remédio, quase nenhum treino, mal conseguia caminhar.

Descrever o que aconteceu no dia 25 de agosto de 2019 não cabe em palavras, poderia passar horas falando, escrevendo e mesmo assim não conseguiria expressar tudo o que senti naquele dia. Muita ansiedade pois era algo totalmente desconhecido, estava machucada e não fazia ideia se conseguiria completar a prova, mas como desistir é uma palavra que não cabe no meu dicionário, estava lá, com medo, mas com muita vontade de fazer aquela prova. E foi no meio daquelas 10 mil pessoas, ás 06:00 da manhã que larguei pra corrida mais difícil e mais linda que fiz até hoje. Uma corrida em que você deve estar preparado por completo, corpo e mente. Desde o início, estava conseguindo manter o ritmo que havia planejado, mas quando chegou no km 35, a dor veio muito forte, o corpo não respondia mais, a vontade de desistir era enorme, mas ver todas aquelas pessoas se ajudando, na mesma situação só me fez ter mais vontade de completar, desistir não era opção e assim fui seguindo, cada vez mais perto do objetivo.

No momento em que avistei o pórtico de chegada e a placa que indicava que faltavam apenas 195 metros, passou um filme na minha cabeça, tudo o que tinha superado pra estar ali, todas as dificuldades, dores, renúncias, todas as pessoas que me apoiam, me ajudam e que muitas vezes acreditam mais em mim do que eu mesmo. Cruzar aquela linha de chegada não tem explicação, é uma mistura de sentimentos, alívio, dever cumprido e o melhor de tudo, saber que minha mente pode me levar a lugares em que achava impossível. Com certeza sou uma pessoa totalmente diferente depois dessa prova, levo a vida com mais leveza, alegria, felicidade, acreditando mais em mim, sabendo que dificuldade existem, problemas todos nós temos, mas que reclamar não vai resolver, por isso sigo em frente e sei que ainda posso realizar muitos outros sonhos que antes achava impossível.

Até hoje já conquistei 20 troféus e mais de 40 medalhas, mas tenho certeza de que os melhores presentes que a corrida me deu não foram medalhas, troféus, mas sim pessoas maravilhosas que hoje fazem parte da minha vida. Algumas de perto, outras de longe, cada uma do seu jeito, mas que não fazem ideia do quanto me motivam e me ajudam a buscar novas metas, sonhos e realizações.

Por isso, cerque-se de pessoas que acreditem em você e que te levam a seguir sempre em frente, por mais difícil que seja, em algum momento você terá a certeza de que todo esforço sempre vale a pena e que ficar parado não te leva a lugar algum. Sou grata por tudo e por todos que cruzaram meu caminho e com certeza levarei isso pra vida toda pois se cheguei até aqui, é porque existem pessoas incríveis que me apoiaram.

Ops! Você deve ser um assinante Tênis Certo para interagir. Corre assinar!
Antes de navegar em nosso site, aceite nossa política de cookies